SouJava

Sociedade de Usuários da Tecnologia Java

JustJava – Primeiras Palestras

O time de avaliadores do JustJava está nesse momento trabalhando para escolher as melhores palestras para o evento e montar o conteúdo do evento, voltado para desenvolvedores profissionais.

A decisão final ainda vai levar alguns dias, mas já é possível escolher algumas palestras, para dar um gostinho do que vem por ai!

O JustJava acontecerá em São Paulo, nos dias 13 e 14 de maio. Veja mais detalhes sobre o JustJava, incluindo como se inscrever e como assistir o evento remotamente.

Do JDBC 1.0 ao JPA 2.0 – Marcelo Castro

Apresentaremos como foi a evolução das APIs de persistência em banco de
dados da Plataforma Java, apresentando resumidamente as diferenças entre as versões do JDBC (Java DataBase Connectivity), o papel dos mecanismos de mapeamento objeto-relacional, principalmente o Hibernate, no estabelecimento da JPA (Java Peristence API), bem como a evolução para a versão 2.0 da JPA.

Guia de arquiteturas Java EE 6 – Vinicius Senger

Vamos apresentar nesta palestra um conjunto de quatro arquiteturas para serem utilizadas com Java EE 6 em diferentes contextos, para diferentes cenários de negócio. Java EE 6 puro: para soluções mais simples que demandam produtividade aliada a confiabilidade das tecnologias nativas como EJB, JMS e JSF. #2 Híbrido com OSGi: esta é uma excitante tendência e mostraremos como funcionam aplicativos Java EE com o fantástico sistema de classloading do OSGi. #3 Java EE 6 sem JSF: apresentaremos nesta arquitetura algumas propostas para você poder utilizar tecnologias de user-interface como Ext JS, jQuery, etc. #4 Java EE 6 com legados J2EE: apresentaremos técnicas de adoção do Java EE 6 com respeito e integração aos legados em Java. Vamos apresentar mini-aplicativos completos que ilustram as arquiteturas e descreveremos as suas principais características.

CDI + Seam 3: Impulsionando a evolução na modelagem de aplicações Java EE – José Rodolfo Freitas

Com a chegada da especificação CDI (Context and Depedency Injection) ao Java EE 6, finalmente os desenvolvedores tem um modelo completo e simples de injeção de dependências contextuais que facilita o desenvolvimento de componentes em uma aplicação enterprise. No entanto, o impacto desta especificação não limita-se somente à preencher as lacunas geradas na revolução causada pelo java EE 5. O CDI propõe e encoraja uma revisão das boas práticas na engenharia de sistemas. Surge assim, um novo modelo de desenvolvimento. Nesta sessão, abordaremos essa evolução que sugere uma mudança de paradigma na modelagem dos componentes da aplicação. Serão exploradas as boas práticas que tornaram-se anti-patterns, novos padrões emergentes e como o recém lançado, Seam 3, pode complementar essa nova arquitetura.

Vulnerabilidades em aplicações web e seu riscos – Luis Asensio

Essa palestra irá apresentar as cinco maiores vulnerabilidades em aplicações web, que podem comprometer a integridade dos dados e colocar em xeque a credibilidade do desenvolvedor, da TI e da própria marca do cliente.

Como criar DSLs em Java: nem sempre você pode usar Scala, Clojure, Ruby ou Groovy! – Alexandre Porcelli

A ideia de criar DSLs (Domain Specific Languages) que permitam escrever
programas de forma mais natural e expressiva não é nova, mas infelizmente ainda pouco executada. Com o surgimento de linguagens como Ruby, Scala, Clojure e Groovy o tema voltou à tona devido ao suporte oferecido por estas linguagens que facilitam e estimulam o uso e criação de DSLs. Porém nem sempre podemos usar estas linguagens! Os programadores Java não podem criar suas próprias DSLs? Seria tão complicado criar DSLs em Java? Definitivamente não! Nesta apresentação será mostrado, com código Java sendo produzido ao vivo, como criar APIs fluentes e utilizar as ferramentas ANTLR e Xtext para criar DSLs (internas e externas) de forma divertida e descomplicada.

Usando Java na nuvem com AWS (Amazon Web Services) – Leandro Marciano César

Apresentação do conceito de núvem computacional. Onde estamos e para onde vamos. Vantagens competitivas da utilização da nuvem. Apresentação do Amazon Web Services (AWS). Usando o AWS para servidores de aplicação JBoss, recursos e passo-a-passo.

GlassFish 3.1: clusters, alta disponibilidade e administração centralizada – Paulo Jerônimo Neves Ribeiro

Esta palestra aborda a arquitetura de cluster no GlassFish 3.1, o uso de SSH, melhorias de escabalidade no Domain Admin Server (DAS) e no esquema de tolerância a falhas, a nova ferramenta de configuração balanceador de carga e, por fim, apresenta os passos para implantar um aplicativo de alta disponibilidade usando a linha de comando ou o ambiente gráfico de administração. Também abrange a alta disponibilidade de serviços como JMS e WS-ReliableMessaging.

JSF 2: Uma discussão sobre adoção de suite de componentes – Eder Magalhães

Quase 2 anos após o lançamento do JavaServer Faces 2, vale a pena adotar uma biblioteca de componentes visuais customizados? Nessa palestra apresentaremos qual é o status das principais suítes de UI Components: RichFaces, ICEFaces e PrimeFaces.

Scala como alternativa para aplicações Java – Alberto Souza

Scala é uma das principais linguagens a aproveitar a JVM como runtime, e sua integração com Java traz várias vantagens para o desenvolvedor Java. Será apresentado um exemplo de código escrito em Java e no decorrer da apresentação sera escrito o mesmo código em Scala usando os recursos providos pela linguagem. Será mostrado desde a estrutura básica da linguagem até recursos mais avançados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: