SouJava

Sociedade de Usuários da Tecnologia Java

Tag Archives: java community

SouJava, comunidades Java e o que você tem a ver com isso?

Você é programador ou desenvolve em Java? Se sim, certamente você entende que a nossa área tem sido privilegiada em meio à crise de outras profissões nos últimos anos. É óbvio que todo esse aquecimento do mercado não tem só lados positivos. A área exige muito de nós, como uma atualização constante, rotina de estudos, empenho e, claro, a cobrança tem sido cada vez maior. Tudo isso, eu aposto, você já sabe.

Agora vem a parte boa!

Daí entra um outro ponto, que entendo como um grande diferencial da nossa área: as comunidades.

Tem um monte de comunidades surgindo, permitindo que profissionais evoluam cada vez mais. O intuito deste artigo não é falar dos problemas envolvendo comunidades e, claro, também não estou aqui para romantizar, não! Minha intenção é mostrar que esse caminho ajuda muitos profissionais, em diferentes níveis e perspectivas. 

Se você está na capital de São Paulo, sabe que o que não faltam são eventos, workshops, projetos de formação gratuitos. Mas será que é assim em todo o Brasil?

Os grandes centros ainda são (muito) beneficiados nestes aspectos. Como você, que mora em regiões um pouco distantes desse polo, pode participar disso?!

Existem muitas formas de você ajudar, ter acesso e participar do movimento. Vou exemplificar falando especialmente da comunidade SOUJAVA, que é uma das maiores e mais antigas comunidades do Mundo.

Primeiro de tudo o que é o SOUJAVA?

Um belo dia, eu descobri as comunidades, o SOUJAVA e um “JavaMan”…

Vamos de contexto? O site do SOUJAVA descreve:

“O SouJava é um grupo de usuários, formado por desenvolvedores e evangelistas da tecnologia Java no Brasil, e tem como objetivo fortalecer, expandir e profissionalizar o uso de Java no país. O SouJava é um dos mais ativos e importantes grupos de usuários do mundo, e realiza diversas atividades no Brasil, e ajuda na organização do movimento Java mundial. O SouJava mantém reuniões presenciais, eventos e uma presença online, ajudando a comunidade Java brasileira a aplicar a tecnologia Java em projetos reais.”

Além de comunidade, o SouJava é uma ONG, ou seja, existe uma responsabilidade um pouco maior em algumas questões, principalmente legais. Que saber mais sobre a história do SOUJAVA? Recomendo muito que você veja este projeto https://github.com/soujava/historia 🙂

Além disso, o Github do SouJava é uma ótima fonte de aprendizado! Já deu uma olhada? Tem muitaaaa coisa legal lá e segura a chuva de links e referências:

E o que é um JUG?

A comunidade adota o nome “JUG” para identificar os grupos de usuários Java. Então, quer criar um grupo local? Por exemplo: Você mora em Brasília, mas não sabe se já tem um grupo de usuários Java aí? Então você pode verificar em https://community.oracle.com/community/usergroups, pode ser que o grupo já exista! Aí vale super a pena ativar o grupo ao invés de criar um novo, pra que reinventar a roda, né?

Agora… se não tem, crie um novo grupo e reúna a galera. Se está inseguro e quer dicas, procure quem já faz parte de algum grupo de usuários Java 😉

Na sua região já existe um grupo ativo, que sempre se reúne e você quer ajudar? Procure quem organiza: sempre tem espaço para mais pessoas, seja organizando encontros presenciais, contribuindo com o compartilhamento de conhecimento dentro do grupo ou até mesmo montando um grupo de estudos. Eu costumo dizer que para isso basta só ter força de vontade!

Como ajudar de outras formas?

Você certamente já precisou ler a documentação de algum framework ou biblioteca para saber como utilizar em seus projetos. Aposto que alguns nem eram tão bons assim, certo? E… que tal se você ajudasse a melhorar uma documentação? Sabe aquele projeto que não tem uma documentação para chamar de sua?! Você pode construir esse material, que tal!? 

Ao assumir o papel de criar a documentação você pode ajudar uma infinidade de pessoas de uma vez só! Além disso, você se ajuda, porque a experiência adquirida neste processo é muito valiosa! Acredite em mim.

Não sabe em qual projeto poderia contribuir? Tem muitos! E, na dúvida, chame algumas pessoas do SouJava para que elas te orientem e te indiquem um projeto que esteja precisando de uma força ou, também, como você pode melhorar uma documentação já existente.

Ainda há muito o que contribuir…

Já sei: você não curte documentar, mas adora colocar a mão na massa. Que tal formatar uma palestra, uma live ou um workshop sobre a parte prática de alguma implementação em Java? Pensa só, quantas vezes vídeos ou palestras nos ajudam a entender melhor uma tecnologia ou implementação de código?

Programador gosta mesmo é de programar né? Então, os projetos open source são ótimas opções para você estudar, aprender e evoluir tecnicamente! E lembre-se: não sabe em qual projeto atuar? Procure os membros do SouJava, pergunte no Slack ou nas páginas da comunidade! Esse espaço é nosso.

Momento:  como eu faço?

Dicas de quais caminhos você pode seguir para evoluir em Java e ainda ajudar a comunidade!

“Quero fazer live, workshop ou palestrar no SOUJAVA sobre algum assunto relacionado a Java. Como eu faço?”

Agora você deixou fácil… preencha este formulário e boa sorte:

“Quero participar de algum projeto Open Source de Java. Como eu faço?”

Primeiro, veja qual é o tipo de projeto que você gostaria de contribuir e procure alguém da comunidade que já tem contato com projetos Open Source. Eu indico fortemente o Otavio Santana (https://www.linkedin.com/in/otaviojava/), por exemplo.

“Quero criar ou melhorar alguma documentação de projetos Java. Como eu faço para começar?”

Sugiro você falar com quem já faz isso, como por exemplo o https://www.linkedin.com/in/danieldiasjava/ e o https://twitter.com/marcoferreira44

Bons códigos para nós!

E você, vai começar a contribuir quando?!

Adopt a JSR: JSR 357 – Social Media API

O Programa criado pelo SouJava e London Java Community, O Adopt a JSR está a todo vapor, a idéia inicialmente proposta pelo JUG Brasileiro esta atravessando o mundo e nossos esforcos para atrair a atenção do publico estão dando cada vez mais resultados. Obrigado a todos os colaboradores do SouJava e também todos os leitores do nosso site que tem contribuido com a inciativa.
Adopt a JSR

Hoje vamos aprensentar a JSR 357 – Social Media API.
Esta JSR esta causando grande polemica na comunidade e por isso resolvemos apresentar os fatos e abrir o topico para discução pois o SouJava vai enviar o seu voto dentro de poucos dias, e a sua opinião pode determinar o nosso voto.

A JSR 357 foi criada para definir uma API generica para acessar as os dados de todas as redes sociais pagas e/ou publicas como (Facebook, Twitter, Google+,LinkedIn, Xing, Yammer entre outras).
Os Spec Leads idealizadores da JSR sao: Werner Keil e Antoine Sabot-Durand. A votação para a aprovação ou rejeição da JSR teve inicio dia 6 de Marco de 2012 e as metas para esta JSR sao bastante agressivas levando em conta que existe a previsao de liberar uma versao final no primeiro semestre de 2013.

Voce pode observar que a JSR 357 acabou de ser proposta, o que significa que nesse momento ela passa pelo processo de votação dentro do JCP, para ver se deve continuar ou não no processo. A JSR 357 esta dando o que falar, principalmente porque conta com o apoio do Twitter, junto com a RedHat e Oracle. Por si só, o apoio desses grandes players se mostra muito interessante e traz uma grande perspectiva de um futuro promissor para a JSR, tendo em vista que a maior dificuldade esta em conseguir apoio de grandes players do mercado.

Atualmente vemos uma crescente discução sobre privacidade e controle dos dados dos usuarios nas redes sociais, e uma forma de obter esse controle é criando um padrao onde todas as redes sociais possam conversar entre si, e abrir a possibilidade de serem efetuadas trocas dados entre elas. Possibilitando por exemplo que seus dados pessoais sejam migrados do facebook para o Google+, ou apenas replicados. Isso traz grande beneficio para o usuario final que não vai mas precisar ficar em uma rede social porque se mudar, perde tudo que foi escrito e feito durante anos.

Já existem projetos que tentam realizar esse tipo de tarefa, porem este esforço esta ligado a empresas e membros individuais. O fato de existirem várias APIs Java de diferentes players, funcionando de diferentes maneiras para as diversas redes sociais é na verdade uma boa razão para se propor a padronização.
Somente atravez da padronizacao é que se torna possível criar uma API padrão (“especificação”, “interfaces”), que seria implementada pelas várias APIs específicas (“drivers”, “providers”).

A Padronizacao so funciona quando já existem diversas implementacoes no mercado orientadas a desenvolver/resolver um mesmo problema. Por si só, o fato de existirem varios projetos tentando fazer a migracao de dados, e tantas API’s de rede sociais distintas ja caracteriza que nos precisamos de um padrao.

Por outro lado há quem diga quem diga que o resultado dessa API sera apenas uma API generica e que será apenas mais um esforço que nao tera nenhum resultado valido para a comunidade.

Para abordar esse assunto devemos levar em conta que o proprio mercado conta com diversas outras API’s que “escondem” os detalhes mais complexos de conexao com banco de dados, servicos de mensageria ou até mesmo sistemas operacionais inteiros. O resultado final acaba trazendo vantagens concretas para uns, e nenhuma vantagem para outros. A arquitetura do Java funciona baseada nessa separação de API padrão + implementações específicas e extensões exclusivas, que promovem a padronização, e ajudam a evitar o “menor denominador comum”.

A questão que devemos focar, nao é: Se existem outros problemas a serem resolvidos ou se essa é, ou nao, a prioridade no JCP. Devemos focar e saber se essa API vai trazer para o desenvolvedor Java facilidades para integrar suas aplicacoes com redes sociais.

E você, o que você acha? Dentro de mais ou menos uma semana, o SouJava vai ter dar o seu voto no comitê executivo do JCP, aceitando ou rejeitando essa proposta de API. Esse é um otimo momento para abrirmos o tópico para discussão, e a sua opinião tem tudo para decidir para onde vai nosso voto.

Quer participar ?

Veja os detalhes na página Adopt a JSR do SouJava, se inscreva na lista de padronização, escolha a JSR que mais interessa a você e preencha o formulário para participação.

Veja também quem já participa do JCP representando a comunidade Java Brasileira!

Vale a pena participar ?

A participação do Brasil na comunidade internacional de TI está cada vez maior e mais efetiva, mas sempre pode evoluir. Para isso é fundamental que cada um de nós estenda sua participação. Participar significa aumentar a participação no projeto local, no grupo de usuários local, nos eventos, nas listas de discussão. Participar pode significar ler, aprender e compartilhar, opinar, criticar, testar, documentar, enfim, fazer o mecanismo de informações funcionar.

Se você ainda tem dúvidas se vale a pena participar, assista o vídeo A Era da Participação com Bruno Souza, conhecido como Java Man, fundador do SouJava e representante do SouJava no Executive Comittee do JCP.

Profissao Java – A Era da participacao – Bruno Souza.