SouJava

Sociedade de Usuários da Tecnologia Java

Tag Archives: thomas modeneis

Adopt a JSR: JSR 357 – Social Media API

O Programa criado pelo SouJava e London Java Community, O Adopt a JSR está a todo vapor, a idéia inicialmente proposta pelo JUG Brasileiro esta atravessando o mundo e nossos esforcos para atrair a atenção do publico estão dando cada vez mais resultados. Obrigado a todos os colaboradores do SouJava e também todos os leitores do nosso site que tem contribuido com a inciativa.
Adopt a JSR

Hoje vamos aprensentar a JSR 357 – Social Media API.
Esta JSR esta causando grande polemica na comunidade e por isso resolvemos apresentar os fatos e abrir o topico para discução pois o SouJava vai enviar o seu voto dentro de poucos dias, e a sua opinião pode determinar o nosso voto.

A JSR 357 foi criada para definir uma API generica para acessar as os dados de todas as redes sociais pagas e/ou publicas como (Facebook, Twitter, Google+,LinkedIn, Xing, Yammer entre outras).
Os Spec Leads idealizadores da JSR sao: Werner Keil e Antoine Sabot-Durand. A votação para a aprovação ou rejeição da JSR teve inicio dia 6 de Marco de 2012 e as metas para esta JSR sao bastante agressivas levando em conta que existe a previsao de liberar uma versao final no primeiro semestre de 2013.

Voce pode observar que a JSR 357 acabou de ser proposta, o que significa que nesse momento ela passa pelo processo de votação dentro do JCP, para ver se deve continuar ou não no processo. A JSR 357 esta dando o que falar, principalmente porque conta com o apoio do Twitter, junto com a RedHat e Oracle. Por si só, o apoio desses grandes players se mostra muito interessante e traz uma grande perspectiva de um futuro promissor para a JSR, tendo em vista que a maior dificuldade esta em conseguir apoio de grandes players do mercado.

Atualmente vemos uma crescente discução sobre privacidade e controle dos dados dos usuarios nas redes sociais, e uma forma de obter esse controle é criando um padrao onde todas as redes sociais possam conversar entre si, e abrir a possibilidade de serem efetuadas trocas dados entre elas. Possibilitando por exemplo que seus dados pessoais sejam migrados do facebook para o Google+, ou apenas replicados. Isso traz grande beneficio para o usuario final que não vai mas precisar ficar em uma rede social porque se mudar, perde tudo que foi escrito e feito durante anos.

Já existem projetos que tentam realizar esse tipo de tarefa, porem este esforço esta ligado a empresas e membros individuais. O fato de existirem várias APIs Java de diferentes players, funcionando de diferentes maneiras para as diversas redes sociais é na verdade uma boa razão para se propor a padronização.
Somente atravez da padronizacao é que se torna possível criar uma API padrão (“especificação”, “interfaces”), que seria implementada pelas várias APIs específicas (“drivers”, “providers”).

A Padronizacao so funciona quando já existem diversas implementacoes no mercado orientadas a desenvolver/resolver um mesmo problema. Por si só, o fato de existirem varios projetos tentando fazer a migracao de dados, e tantas API’s de rede sociais distintas ja caracteriza que nos precisamos de um padrao.

Por outro lado há quem diga quem diga que o resultado dessa API sera apenas uma API generica e que será apenas mais um esforço que nao tera nenhum resultado valido para a comunidade.

Para abordar esse assunto devemos levar em conta que o proprio mercado conta com diversas outras API’s que “escondem” os detalhes mais complexos de conexao com banco de dados, servicos de mensageria ou até mesmo sistemas operacionais inteiros. O resultado final acaba trazendo vantagens concretas para uns, e nenhuma vantagem para outros. A arquitetura do Java funciona baseada nessa separação de API padrão + implementações específicas e extensões exclusivas, que promovem a padronização, e ajudam a evitar o “menor denominador comum”.

A questão que devemos focar, nao é: Se existem outros problemas a serem resolvidos ou se essa é, ou nao, a prioridade no JCP. Devemos focar e saber se essa API vai trazer para o desenvolvedor Java facilidades para integrar suas aplicacoes com redes sociais.

E você, o que você acha? Dentro de mais ou menos uma semana, o SouJava vai ter dar o seu voto no comitê executivo do JCP, aceitando ou rejeitando essa proposta de API. Esse é um otimo momento para abrirmos o tópico para discussão, e a sua opinião tem tudo para decidir para onde vai nosso voto.

Quer participar ?

Veja os detalhes na página Adopt a JSR do SouJava, se inscreva na lista de padronização, escolha a JSR que mais interessa a você e preencha o formulário para participação.

Veja também quem já participa do JCP representando a comunidade Java Brasileira!

Vale a pena participar ?

A participação do Brasil na comunidade internacional de TI está cada vez maior e mais efetiva, mas sempre pode evoluir. Para isso é fundamental que cada um de nós estenda sua participação. Participar significa aumentar a participação no projeto local, no grupo de usuários local, nos eventos, nas listas de discussão. Participar pode significar ler, aprender e compartilhar, opinar, criticar, testar, documentar, enfim, fazer o mecanismo de informações funcionar.

Se você ainda tem dúvidas se vale a pena participar, assista o vídeo A Era da Participação com Bruno Souza, conhecido como Java Man, fundador do SouJava e representante do SouJava no Executive Comittee do JCP.

Profissao Java – A Era da participacao – Bruno Souza.